“Direção Viva” é destaque em fórum de Psicologia e Medicina do Trânsito no Paraná

Prestes a completar um ano de implantação no Estado do Pará, neste mês de novembro, o programa “Direção Viva: você consciente, trânsito seguro” foi destaque no II Fórum Paranaense de Psicologia do Trânsito e I Fórum Paranaense de Medicina do Tráfego realizados na cidade de Curitiba (PR). O programa é uma iniciativa desenvolvida pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar nos hospitais públicos que gerencia no estado, como o Hospital Metropolitano de Urgência e Emergência (HMUE), Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), Hospital Regional do Sudeste do Pará (HRSP) e Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT).

O “Direção Viva” promove ações contínuas de educação em saúde, voltadas para a conscientização das sequelas oriundas de traumas por acidentes de trânsito. As ações desenvolvidas contam com o apoio de órgãos governamentais do Pará como a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), Departamento de Trânsito do Pará (Detran) e Polícia Rodoviária Federal. Há também parcerias com instituições de ensino e o engajamento dos residentes multiprofissionais, que atuam nas unidades.

Em Curitiba, Paulo Crznhak, diretor Operacional da Pró-Saúde no Pará apresentou o case, destacando os resultados obtidos como a formação de condutores do futuro, por meio de campanhas de educação em saúde nas escolas. Ele ressaltou ainda, a redução no número de atendimentos a vítimas de acidentes de trânsito nos hospitais, bem como, a mobilização da sociedade com a sensibilização da imprensa, que tem feito reportagens de cunho educativo e de orientação, e a formação de multiplicadores no processo de conscientização sobre a redução de acidentes de trânsito. “Para nós da Pró-Saúde, é gratificante agirmos com responsabilidade social na área que mais atuamos no Pará, que é o atendimento a vítimas de acidentes de trânsito. Podermos sensibilizar as pessoas para as sequelas que esses acidentes provocam, e como suas vidas são impactadas, pois é um passo importante para um trânsito mais seguro. E estar, neste evento, compartilhando a nossa experiência é demonstrar que no norte do Brasil, a saúde pública funciona de forma eficaz.

O case do programa “Direção Viva”, foi apresentado na mesa que tratava sobre os indicadores de qualidade dos serviços prestados na saúde e no trânsito. A mediação foi feita  pelo diretor de Desenvolvimento, Danilo Oliveira.  O II Fórum Paranaense de Psicologia do Trânsito e I Fórum Paranaense de Medicina do Tráfego foi voltado para psicólogos, médicos, estudantes e público em geral, e levantou discussões sobre os aspectos relacionados à avaliação e qualidade em serviço de trânsito. 

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of