Crescimento da expectativa de vida atrai grande procura por capacitação para cuidador de idosos, em Belém (PA)

Segue até a próxima sexta-feira, 30/11, a sexta turma do Curso de Cuidador de Idosos promovido gratuitamente pelo Hospital Público Estadual Galileu (HPEG), em Belém (PA). A Unidade formou mais de 160 pessoas para atuar no cuidado com a pessoa idosa e recebeu mais de 3.000 inscritos para o curso. A gestão do Galileu acredita que a grande procura pela capacitação está relacionada ao envelhecimento da população brasileira, que cresceu 18% nos últimos cinco anos, o que representa um ganho de 4,8 milhões de idosos, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

“Estamos vivendo um momento em que as famílias brasileiras começam a perceber a necessidade de preparar pessoas para cuidar da população idosa, pois essa é uma parcela da população que vem crescendo e que precisa de cuidados e uma atenção especializada”, explica o diretor Hospitalar do Hospital Galileu, Saulo Mengarda.

Gerido pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar, sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), o Hospital Galileu iniciou o curso de Cuidador de Idosos em janeiro de 2017. A ideia surgiu dentro do setor de Sustentabilidade com o intuito de capacitar pessoas de baixa renda, principalmente do entorno do Hospital, para uma ocupação que estivesse em crescimento no país e que promovesse qualidade para a saúde pública.

A profissão de cuidador de idoso ainda não é regulamentada no país e nem conta com conteúdo programático obrigatório. “Tivemos a preocupação de montar um conteúdo programático amplo e completo que preparasse essas pessoas tanto para cuidar de um idoso ativo como daquele que está acamado. Contamos com 16 profissionais do Hospital para ministrar essas aulas, entre eles estão psicólogos, farmacêuticos, fonoaudiólogos e terapeuta ocupacional”, afirmou o supervisor de Sustentabilidade, Sandro Mendes.

Aluna da sexta turma do curso, a pedagoga aposentada, Eliana Costa, de 52 anos, foi atrás da capacitação com a expectativa de encontrar aí uma nova ocupação no mercado de trabalho. “Convivo com muitos idosos e vi a necessidade de obter mais informações para fazer um trabalho diferenciado tanto para a minha família quanto para outras pessoas, pois pretendo atuar nessa área”, disse.

Colega de turma de Eliana, a técnica de Enfermagem, Jaqueline Viana, de 22 anos, viu o curso como um diferencial em busca de uma oportunidade de emprego. Ela, que mora em Icoaraci, se desloca todos os dias para Belém para participar das aulas que acontecem no auditório do Hospital Galileu, localizado na Avenida Mário Covas. “Acredito que tem muitos hospitais abrindo, a população também vem envelhecendo, e somando esses dois fatores, vi que esse curso seria uma oportunidade de me aperfeiçoar, me especializar”, ressaltou, Jaqueline.

O conteúdo programático do curso ofertado pelo Hospital Galileu conta com matérias como Ética e Orientação Profissional; Alimentação do Idoso; Orientações Fonoaudiológicas para Idosos; Fatores Psicossociais do Processo de Envelhecer; Políticas Públicas e Direitos do Idoso; Mobilidade Física; Acessibilidade e Prevenção de Quedas do Idoso, Cuidados com Medicamentos do Idoso; entre outros.

A próxima turma do curso de Cuidador de Idosos deve acontecer em janeiro de 2019 e as vagas serão limitadas.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of