Com informatização, pacientes dizem que atendimento no Pronto-Socorro Engenho Novo ficou mais transparente e organizado

Implantada há um ano, a informatização no Pronto-Socorro Engenho Novo, em Barueri (SP), consolidou benefícios importantes para as pessoas que vão à Unidade em busca de atendimento.

Por todo o PS, painéis eletrônicos informam quando chega o momento de o paciente passar pela classificação de risco, recepção, atendimento médico e, se necessário, para outros procedimentos como medicações ou exames complementares.

“Na prática, os pacientes sentem que o processo de atendimento ficou mais organizado e transparente. Mas quem atua na gestão, identifica uma série de outros benefícios proporcionados pela informatização, que também resultam em uma assistência melhor para o paciente”, destaca o diretor geral da Unidade, Vagner Verussi.

O acolhimento está todo informatizado. Logo na entrada, um controlador de acesso recepciona e dá uma senha para o paciente, de acordo com sua característica — adulto, infantil ou preferencial, para ambos os casos.

O paciente, então, segue para a classificação de risco, onde a equipe de Enfermagem fará a primeira avaliação, a fim de determinar o grau de gravidade e o tempo de espera para o atendimento — casos graves, são atendidos primeiro.

Na sequência, o paciente conclui o preenchimento dos dados cadastrais na recepção e, depois, já aguarda atendimento do médico, com a própria senha que recebeu na entrada.

A merendeira Maria Marlene, que já havia sido atendida no Pronto-Socorro antes da implantação da tecnologia, disse que o novo sistema deixou o atendimento mais organizado. “Achei muito bom, ficou mais fácil de a gente saber o momento em que seremos atendidos”, afirmou.

Já Helena Silva, que também conhecia o método anterior, observou que a informatização melhorou a comunicação com o paciente. “Ficou muito mais claro e organizado. Todos sabem o que está acontecendo”, comentou.

Internamente, a informatização promoveu benefícios para a gestão da Unidade. A plataforma criou um banco de dados com a evolução de todo o processo de atendimento do paciente.

“O grande avanço foi com a análise e cruzamento de dados. Conseguimos, de maneira instantânea, acompanhar o andamento da assistência às pessoas. Com isso, podemos identificar, com precisão, os pontos de melhoria”, avaliou Vagner.

Os atendimentos feitos pela Odontologia, Pediatria, Ortopedia, Enfermagem e Assistência Social já mantêm registrado todo o histórico de atendimento do paciente. Ou seja, os médicos e a equipe de assistência conseguem ter acesso a todas as informações do que aconteceu e acontece com a pessoa no Pronto-Socorro, em qualquer um dos terminais distribuídos pela Unidade, em todos os pontos de assistência.

Na sala da diretoria do Pronto-Socorro, um painel mostra gráficos em tempo real sobre o andamento do atendimento ao paciente. “Se está havendo algum problema, é possível identificar imediatamente”, explicou o diretor geral.

Mantido pela Prefeitura de Barueri, o Pronto-Socorro Engenho Novo é administrado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar por meio de um contrato de gestão com a Secretaria Municipal de Saúde.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of