Com ampliação, Centro de Nefrologia do HRBA será o maior da região Norte

Submetido a sessões de hemodiálise três vezes por semana, o pedreiro Francisco Elisson Silva, de 33 anos, sente-se em família quando está no Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém (PA). “Todos são muito atenciosos e cuidados, desde o momento em que a gente chega à recepção até a hora em que o enfermeiro nos coloca na máquina”, contou. A máquina a qual Francisco se refere é a de hemodiálise.

O serviço oferecido pelo HRBA, unidade gerenciada pela Pró-Saúde, será expandido pelo Governo do Pará. Com o investimento de R$ 10 milhões em obras e equipamentos, a unidade terá o número de máquinas triplicado, o que deve zerar a fila de pacientes na região Oeste do Estado. O anúncio foi feito pelo governador do Pará, Simão Jatene, no último sábado, 10/3, durante visita à unidade em Santarém.

Integrante da equipe de Nefrologia do HRBA, o médico Henrique Rebello explicou que a unidade oferece o ciclo de atendimento completo ao paciente renal. “Aqui fazemos desde a parte ambulatorial até a terapia renal substitutiva. O atendimento é altamente especializado e qualificado, seguindo as normas, para oferecer ao paciente, de maneira completa, a assistência de que ele precisa”, apontou.

Uma equipe formada por cerca de 100 profissionais de saúde é responsável pelo acolhimento e atendimento aos pacientes renais na unidade. Na central de hemodiálise inaugurada em 2008, todos seguem a política de humanização implantada no Sistema Único de Saúde (SUS), que prevê a garantia dos direitos do usuário e a valorização do trabalho na área da saúde.

O diretor-geral do HRBA, Hebert Moreschi, apontou que com os investimentos a unidade dobrará a capacidade de atendimento especializado. “Vamos passar dos 200 pacientes que atendemos mensalmente para 420. Serão cerca de 2,5 mil sessões a mais de hemodiálise por mês”, informou. Segundo Moreschi, a unidade iniciará a captação de rins de doadores falecidos. “Trata-se de um novo serviço que se acopla aos transplantes que já fazemos no hospital. A ampliação, portanto, é a solução definitiva para o atendimento dessa demanda”, completou. Ao todo o HRBA já realizou 16 transplantes de rim.

O governador do Pará, Simão Jatene, ressaltou a importância da interiorização do atendimento em saúde no Estado, com o projeto de construção dos hospitais regionais, levando a diversas cidades o mesmo tipo de acolhimento médico já oferecido na região metropolitana de Belém. 'Não só os hospitais regionais paraenses são uma realidade hoje, como dois deles, o de Santarém e o Altamira, estão entre os melhores hospitais públicos do Brasil', disse.

HRBA em números

A unidade registrou 814.591 atendimentos em 2017. O número inclui procedimentos cirúrgicos, internações, consultas, exames e atendimentos de urgência e emergência. O hospital é referência para 21 municípios do oeste do Pará. Este número de atendimentos registrado no ano passado é é 12% superior a 2016, quando foram realizados 728.754 atendimentos. No ano passado, a unidade fez 11 transplantes de rins, 12 captações de órgãos, as primeiras cirurgias bariátricas do oeste do Pará e a primeira cirurgia cardíaca do interior do Estado.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of