Câncer de próstata é o 2º maior tipo de câncer em tratamento no HRBA

Foto: Marcos Fortes, médico-cirurgião e coordenador da oncologia do HRBA

O câncer de próstata é o segundo maior tipo de câncer diagnosticado em pacientes que recebem tratamento oncológico no Hospital Regional do Baixo Amazonas do Pará Dr. Waldemar Penna, localizado em Santarém (PA). Dos 1.776 pacientes em tratamento, 25% lutam contra este tipo de câncer. No hospital, que é referência na região Norte do Brasil no tratamento oncológico, estima-se uma média de 48 novos casos desta doença de forma anual. A unidade já superou neste ano, o número de homens em tratamento de radioterapia e quimioterapia, sendo que em 2017 foram 1.301 sessões e, em  2018, entre os meses de janeiro a agosto, já foram realizadas 1.602 sessões, um crescimento de 23%.

Segundo o médico-cirurgião e coordenador da oncologia do HRBA, Marcos Fortes, o crescimento no número de pacientes da região acompanha uma tendência nacional de incidência da doença. “Em 2014, a estimativa de incidência do câncer de próstata no País era de 60 mil casos. Hoje estamos com 68,2 mil casos, um crescimento de 13%. Na região Norte, temos um indicador de incidência que acompanha a tendência nacional de crescimento, com um perfil de paciente mais esclarecido, que não tem preconceito com o exame de toque e se preocupa com o diagnóstico precoce, e nossos investimentos para aumentar a oferta de quimioterapia e radioterapia e o resultado é mais sessões de tratamento disponíveis, com um maior número de pacientes atendidos”, destacou.

As estimativas do Ministério da Saúde apontam 68.220 novos casos de câncer de próstata no Brasil para o ano de 2018. Esses valores correspondem a um risco estimado de 66,12 casos novos a cada 100 mil homens, além de ser a segunda causa de morte por câncer em homens no País, com mais de 14 mil óbitos.

HRBA

O HRBA presta serviço 100% referenciado, atendendo a demanda originária da Central de Regulação Interna da Secretaria de Saúde Pública do Estado do Pará (Sespa), sendo referência no Norte do Brasil quando o assunto é tratamento de câncer. A unidade atende a uma população estimada em mais de 1,1 milhão de pessoas residentes em 20 municípios do oeste do Pará. Também tem se tornado referência no ensino e pesquisa, sendo credenciado pelos Ministérios de Saúde e de Educação. O hospital, atualmente, conta com 12 programas de residência médica, incluindo Cirurgia Oncológica, Neurocirurgia e Ortopedia e Traumatologia.

No Norte do Brasil foi o primeiro hospital público a obter o certificado máximo de qualidade, a ONA 3 – Acreditado com Excelência, concedido mediante o cumprimento das melhores práticas hospitalares e de qualidade assistencial

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of