Campanha pelo Dia Nacional de Doação de Órgãos no IEC

No Dia Nacional de Doação de Órgãos, a Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT) do Instituto Estadual do Cérebro Paulo Niemeyer (IEC), no Rio de Janeiro (RJ), promoveu uma ação para reforçar o procedimento de abordagem de familiares quanto à questão, além da importância de comunicar aos parentes sua própria decisão.

A coordenadora da CIHDOTT, Andrea Rodrigues, destacou que a abordagem sobre doação se faz apenas com o protocolo de morte encefálica fechado, ou seja, após a comprovação do óbito. “A doação só é feita com a aprovação da família, por isso é tão importante que as pessoas conversem com seus parentes próximos e comuniquem sua vontade. É um momento muito difícil, e ter que tomar essa decisão torna a situação mais dolorosa”, explicou Andrea.

As comissões são órgãos instalados nas unidades hospitalares que cuidam do monitoramento de potenciais doadores, fazendo a comunicação ao Programa Estadual de Transplante (PET) no caso de alguma ocorrência. “A importância da comunicação em família é justamente aumentar esse movimento no País. Atualmente, a opção pela doação ainda é minoria nos casos de morte cerebral”, afirmou Andrea Rodrigues.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of