“Bloco de carnaval” orienta sobre doação de sangue no Hospital Regional de Altamira

Quando saiu de casa para fazer um exame de Raio-x no Hospital Regional Público da Transamazônica (HRPT), em Altamira, sudoeste do Pará, Odir de Oliveira, 47 anos, não imaginava que acabaria “entrando” num “bloco de Carnaval”. O usuário assistiu a ação do Grupo de Trabalho de Humanização da unidade, que nesta sexta-feira, 9/2, animou os corredores do hospital.

Os membros do grupo se caracterizaram com adereços carnavalescos, cantaram marchinhas e abordaram usuários, acompanhantes e outros colaboradores, aproveitando o período festivo para dar orientações sobre a importância da doação de sangue. Até quem não é muito adepto do carnaval, aprovou a iniciativa.

“Tem muita gente que está aqui no hospital precisando de sangue. E é assim, hoje você está para doar, amanhã de repente pode precisar. Doar sangue é um gesto de carinho, de amor ao próximo. É um trabalho importante de vocês, acaba nos sensibilizando. E tem a questão do Carnaval, que mesmo eu não sendo muito adepto, com certeza traz uma animação diferente”, comenta o usuário Odir Oliveira.

O bloco de Carnaval do HRPT, que é gerenciado pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar por meio de contrato com a Secretaria de Estado de Saúde Pública (Sespa), saiu pela manhã, passando pelo ambulatório e pelo setor de imagem e laboratório; e à tarde, visitando as clínicas da unidade. Durante a atividade, o GTH aproveitou para entregar panfletos referentes à doação de sangue, além de tirar algumas dúvidas dos usuários e acompanhantes a respeito do tema.

A terapeuta ocupacional Rafaela Rizzi, vice-presidente do GTH do hospital, explica que ações como essa de Carnaval têm o objetivo de humanizar cada vez mais o serviço prestado pela unidade, aproveitando as datas comemorativas. Ela também ressalta a parceria com a Agência Transfusional, que busca aumentar o número de doadores regulares no hemocentro local, uma vez que, geralmente, no período de Carnaval, a utilização do estoque do sangue aumenta.

“A ação de Carnaval faz parte do nosso cronograma de datas comemorativas. Nosso objetivo é levar um pouco de alegria, animação e humanização às pessoas que estão aqui durante essas épocas festivas, para que elas se sintam acolhidas, respeitadas e valorizadas. Esse ano tivemos essa ideia muito legal de aproveitar a ação para orientar sobre a doação de sangue que, inclusive, é um tema incentivado pelo próprio Ministério da Saúde durante o período de carnaval”, afirma Rafaela Rizzi.

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of