Pró-Saúde - Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar
Voltar para home
Imprensa

Pró-Saúde participa do primeiro dia do Congresso de Gestão Financeira e Custos na Hospitalar

17/05/2016

Pró-Saúde participa do primeiro dia do Congresso de Gestão Financeira e Custos na Hospitalar

Nesta terça-feira, 17 de maio, teve início o 39º Congresso Brasileiro de Administração Hospitalar e Gestão em Saúde/IX Congresso Latino-Americano de Administradores da Saúde. O evento é realizado pela Federação Brasileira de Administradores Hospitalares (FBAH) e a Pró-Saúde é uma das promotoras do congresso. O evento acontece durante a Hospitalar Feira+Fórum Hospitalar, no Expo Center Norte (SP).

Marcus Henrique Wächter, conselheiro da Pró-Saúde, é o coordenador científico do Congresso de Gestão Financeira e Custos. Às 9h30, Wächter participou da abertura oficial do congresso.

No período da tarde, o diretor de Operações da Pró-Saúde, Jocelmo Pablo Mews, ministrou uma palestra com o tema “A Contribuição das Ferramentas de Gestão de Processos para a Melhoria da Performance dos Hospitais – Casos de Sucesso”. Carlos Alberto Marsal, do Hospital Sírio Libabês, foi o moderador do painel.

Jocelmo abriu a palestra com um vídeo institucional da Pró-Saúde, que destaca os projetos, prêmios e certificações da entidade, que está presente em 11 estados e 28 municípios, realizando a administração de hospitais, UPAs, Pronto-Socorros, Samus e Rede de Atenção Básica, além da gestão dos quatro Centros de Educação Infantil (CEI).

O diretor de Operações da Pró-Saúde destacou que dois hospitais administrados pela entidade no Pará são certificados com  a ONA 3, o Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém, e o Hospital Regional Público da Transamazônica, em Altamira. E também mencionou que Hospital Público Estadual Galileu, localizado em Belém, foi recomendado para a ONA 1.

A ONA 1 do Hospital de Urgências da Região Sudoeste, em Santa Helena de Goiás (GO), e do Hospital Municipal de Mogi das Cruzes (SP), também foram mencionadas. Jocelmo Pablo Mews destacou que a acreditação é consequência de um trabalho bem feito.

Jocelmo explicou durante a palestra quais foram as ferramentas desenvolvidas pela Pró-Saúde para realizar a gestão dos hospitais gerenciados pela entidade. Um deles é o Modelo BSC, um sistema de indicadores. Outro é o RAG (Requisito de Apoio à Gestão), além do Business Intelligence (BI). O desenvolvimento da Central de Compras, uma plataforma onde todos os fornecedores podem se cadastrar, também foi citado. “O engajamento do corpo clínico é fundamental para atingir os resultados esperados”, ressaltou o diretor.

Nesta quarta-feira, 18 de maio, às 10h30, José Luiz Bichuetti, consultor da Pró-Saúde, será o moderador do paniel “O Futuro do Sistema Hospitalar Brasileiro. Às 15h, Fernando Paragó, consultor médico Corporativo em Segurança do Paciente da Pró-Saúde irá ministrar a palestra “Avanços na Segurança do Paciente: Seus Indicadores e o Impacto no Custo da Assistência”.