Jornal de Uberaba - Relatório da Pró-Saúde sobre as UPAs 24h apontam mais de 243 mil atendimentos | Pró-Saúde
Voltar para home
Imprensa

Na Mídia

Jornal de Uberaba - Relatório da Pró-Saúde sobre as UPAs 24h apontam mais de 243 mil atendimentos

 

 

Segundo a Pró-Saude, as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) 24h do Mirante e São Benedito realizaram 243.127 atendimentos em 2015. Os dados foram divulgados nesta semana e fazem parte de um balanço geral dos serviços prestados aos usuários do SUS (Sistema Único de Saúde).

As UPAs são mantidas pela Prefeitura de Uberaba e administradas pela Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar desde o dia 1º de janeiro de 2015.

O relatório também mostra que, em 2015, foram realizados nas duas unidades 336.219 exames laboratoriais. No ano, foram feitas 7.769 internações. A OS informa também, em release distribuído à imprensa, que os 376 colaboradores que atuam nas UPAs passaram por 6.911 horas de treinamento realizadas ao longo do ano. O relatório aponta, ainda, que as unidades realizaram 4.561 transferências de pacientes.

A Pró-Saúde, em pesquisas que mediram a satisfação dos usuários, informa que os índices são altamente positivos, já que 91% dos usuários considera positivo o atendimento, ainda segundo a OS, em relatório do Conselho Regional de Medicina (CRM-MG), emitido no mês de novembro, a avaliação das UPAs é totalmente satisfatório, dispondo de materiais e medicamentos para o atendimento de urgência e emergência, atestando plenas condições prediais, materiais e de pessoal das unidades. Finaliza, destacando que “os pacientes são devidamente assistidos”.

 

Investimentos

Informa também  que durante o ano implantou novos projetos para aprimorar o atendimento oferecido ao paciente das UPAs do Mirante e São Benedito. Um deles foi o Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU). A iniciativa busca medir o nível de satisfação dos pacientes e também ouvir sugestões, elogios e críticas.

Outra medida adotada nas unidades foi a implantação da classificação de risco automatizada por meio de software(permitindo prestar atendimento imediato para pacientes graves e urgentes), em conformidade com o Protocolo de Manchester. As duas unidades realizam capacitação constante dos profissionais para aplicar a correta classificação de risco de pacientes, que é definida pela Sociedade Brasileira de Classificação de Risco.

Em unidades de urgência e emergência, a Classificação de Risco é um indicador que o médico utiliza para definir os pacientes que precisam de atendimento prioritário.

 

Infraestrutura e campanhas

 

Ao longo de 2015, as UPAs Mirante e São Benedito também passaram por uma série de reparos para melhorar a qualidade dos serviços e o ambiente das unidades.

As unidades receberam câmeras de vídeo-monitoramento e grades em janelas e vias de acesso para otimizar a segurança nas duas UPAs. As áreas de segurança foram sinalizadas e demarcadas.

 

Atendimento das UPAs

 

2015

UPA São Benedito

UPA Mirante

Total

 

 

Atendimentos realizados

117.446

125.681

243.127

 

Exames realizados

166.031

170.188

336.219

 

Internações

3.889

3.880

7.769

 

Transferências efetivadas

2.373

2.188

4.561

 

Percentual médio de satisfação do usuário

90%

91%

91%

 

Treinamentos (horas)

4.186

2.725

6.911

 

Total de Colaboradores

194

182

376

 

 

A OS ainda aponta outras melhorias realizadas em 2015

 

·       Manutenção preventiva e corretiva de autoclave, raios-X e Negatoscópio;

·       Uniformes para todas as equipes assistenciais e corpo clínico;

·       Reforma nos postos de enfermagem e consultórios;

·       Instalação de novo tanque de oxigênio;

·       Aquisição de armários para os colaboradores;

·       Sinalizações e demarcações de áreas de segurança;

·       Pintura interna e externa nos prédios das UPAs;

·       Aquisição de cadeira de rodas;

·       Implantação de projetos como musicoterapia para pacientes;

·       Instalação de filtros de água;

·       Capacitação dos colaboradores em urgência e emergência por meio do Curso de Urgência e Emergência;

·       Demarcações de poltronas para organização das salas de medicação;

·       Campanha de Higienização das Mãos para conscientização de toda a equipe e segurança na assistência prestada;

·       Instalação de grades em janelas e vias de acesso para otimizar a segurança nas unidades.

·       Serviço de Engenharia Clínica com finalidade de realização de manutenção corretiva e preventiva e calibração de todos os equipamentos utilizados na assistência ao paciente;

·       Aquisição de enxovais para uso dos pacientes;

·       Programa de Gerenciamento de Resíduos (PGRSS);

·       Implantação de Comissões: Óbitos, Prontuário, Padronização, Humanização, CIPA, Perfuro-Cortante.

 

<< voltar