Agência Pará - HRBA oferece cirurgia de alta complexidade para correção de hidronefrose | Pró-Saúde
Voltar para home
Imprensa

Na Mídia

Agência Pará - HRBA oferece cirurgia de alta complexidade para correção de hidronefrose

 

 

Com apenas quatro anos, Arthur Neves já conhece bem a rotina de um hospital. Diagnosticado com hidronefrose, uma dilatação do rim devido ao acúmulo de urina causado pela obstrução do fluxo urinário, ele convive com as dores desde o primeiro ano de vida. Mas esta semana ele deu o primeiro passo rumo à tão esperada cura. Internado para tratamento no Hospital Regional do Baixo Amazonas (HRBA), em Santarém, ele foi submetido a uma cirurgia de alta complexidade para correção do problema.

A família lembra que o menino sofria com o desconforto causado pela hidronefrose desde muito pequeno. Por não saber do que se tratava, os pais chegaram a atribuir as dores a algum tipo de alimento que Arthur consumia. Só quando ele completou três anos e já conseguia verbalizar o que sentia é que surgiua a desconfiança de que poderia ser um problema nos rins, reforçada pela presença de sangue na urina. “Ele sempre apontava as dores no mesmo lugar: as costas. Vimos que era na altura dos rins. Fizemos os exames, mas não apareceu nenhuma infecção”, conta a mãe da criança, a enfermeira Vanja Kzan Neves.

A ausência de um diagnóstico levou os pais a buscarem por novos exames. Em dezembro de 2014, Arthur passou por uma ultrassonografia no HRBA que detectou uma nefrose leve. Em junho de 2015, o problema estava em estágio moderado, mas seis meses depois voltou a crescer. O médico que acompanhava o caso decidiu, então, submetê-lo a uma cirurgia para evitar que tivesse uma lesão no futuro. O procedimento foi realizado no dia 12 de janeiro deste ano e durou cerca duas horas e meia.

O cirurgião pediátrico Carlos Sinimbu conta que a cirurgia foi tranquila e o resultado bastante positivo. “Ocorreu tudo dentro do esperado. Graças a uma equipe qualificada, aliada a uma estrutura boa o procedimento foi um sucesso. Ele agora está em recuperação na enfermaria, mas logo irá para e em duas semanas poderá tirar os pontos e o dreno”, explicou. A mãe, Vanja, comemora a recuperação do menino e revela, emocionada: “Ele está evoluindo melhor a cada dia. Estamos muito felizes com o resultado e pela forma como fomos acolhidos pela equipe do hospital.”

Para o médico Carlos Sinimbu a vitória tem duplo significado. "É gratificante poder ver um paciente superar um problema de saúde, porém é mais recompensador ainda poder realizar um procedimento cirúrgico dessa natureza, comum apenas em grandes centros, em um hospital do interior. E o HRBA consegue isso ao oferecer à população do oeste do Pará todo o suporte e estrutura para casos como esses, que não são simples”, diz, referindo-se à pieloplastia, método usado para para corrigir a estenose de JUP (Junção Uretero-Pélvica), que é o estreitamento do ureter.

<< voltar