Agência Pará - Hospital da Transamazônica é referência no atendimento de alta e média complexidade | Pró-Saúde
Voltar para home
Imprensa

Na Mídia

Agência Pará - Hospital da Transamazônica é referência no atendimento de alta e média complexidade

Da Redação
Agência Pará de Notícias
Atualizado em 21/07/2015 15:56:00

O Hospital Regional Público da Transamazônica (HRTP), em Altamira, completa neste mês oito anos de serviços prestados à população dos nove municípios da região sudoeste paraense. Referência no atendimento de alta e média complexidade, atendendo em mais de 20 especialidades médicas e odontológicas, o hospital tem 530 colaboradores, sendo 67 médicos e uma equipe de fisioterapeutas, assistentes sociais, nutricionistas, farmacêuticos, psicólogos, fonoaudiólogo e terapeuta ocupacional.

O HRPT foi inaugurado em 16 de julho de 2007 e desde então é administrado pela Associação Beneficente de Assistência Social Hospitalar - Pró-Saúde, sob contrato com a Secretaria de Estado de Saúde (Sespa). Construído em uma área de 10 mil metros quadrados, o hospital tem 97 leitos e três UTIs.

O hospital atende a população das regiões do Rio Xingu e da Transamazônica, e é o único da região sudoeste do Pará que oferece serviços de nefrologia. Além disso, o hospital implantou um serviço de entrega imediata de resultado de exames que facilita o atendimento aos pacientes residentes nos municípios mais distantes e com dificuldade de acesso.

O HRTP tem a Certificação de Nível 2, concedida pela Organização Nacional de Acreditação (ONA), que avalia os processos e a consolidação do sistema de gestão da qualidade hospitalar. Desde 2010, a certificação vem sendo mantida mediante auditorias anuais, manutenção dos padrões de conformidade e a melhoria do sistema de gestão que enfatiza a estrutura hospitalar, processos gerenciais de acolhimento humanizado, segurança e responsabilidade socioambiental.

Satisfação - Com esse padrão de qualidade, o hospital garante a elevação anual da taxa de satisfação dos usuários. Em 2010, 92,91% dos pacientes internados disseram que estavam satisfeitos com os serviços; em 2012, a taxa subiu para 98,2% e em 2013 chegou a 98,8%, atingindo, finalmente, ano passado, 99,1%.

Em setembro de 2014, o hospital passou a oferecer aos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), os serviços de mastologia, endocrinologia, ressonância magnética e cirurgia pediátrica.

“O HRPT sempre buscou preencher os vazios assistenciais da região da Transamazônica, primando pela qualidade no atendimento e nos serviços prestados. O reconhecimento nacional que o hospital alcançou só foi certificado em sete hospitais públicos do País, o que atesta todo esforço do Governo do Estado, da Pró-Saúde e, principalmente, dos colaboradores e médicos em prestar a assistência com foco na segurança do paciente e dos colaboradores”, reforça o diretor geral do hospital, Edson Primo.

Nélio Palheta
Secretaria de Estado de Comunicação

<< voltar