Pró-Saúde - Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar
Voltar para home
Mensagens
Agir corretamente

05/02/2018

Caríssimos membros da Diretoria Estatutária; do Conselho Administrativo; da Diretoria Executiva Geral; da Diretoria de Operações; da Diretoria de Gestão de Pessoas; da Diretoria Administrativa e Financeira; da Diretoria Jurídica; da Diretoria Institucionais e Filantropia; membros das respectivas Gerências, demais Colaboradores e Servidores da Pró-Saúde Associação Beneficente de Assistência Social e Hospitalar.

Saúdo a todos e a todas desejando-lhes um ano com mais tranquilidade, mais paz, realizações e bem-estar para todos.

Celebramos e agradecemos a Deus os cinquenta anos de existência desta instituição que nos esforçamos em servir com dedicação, amor e agradecimento. Se outros trabalharam antes de nós, para hoje usufruirmos de seus benefícios, não podemos apenas festejar os que fizeram e ficarmos estáticos ou estratificados com o que foi conquistado. A história continua e somos nós quem a construímos. Por isso, temos que nos atualizar sempre, corrigir metas e, até mesmo, “aproveitar das folhas caídas, adubar o presente, vivenciar bem este momento porque é com ele que preparamos o nosso futuro”.

Os tempos atuais exigem de nós mudanças radicais se quisermos conquistar um futuro melhor, com organização adequada, obediência às leis vigentes, mais integração e segurança, para um agir correto, honesto, seguro e bem orientado.

Iniciamos, portanto, o novo momento histórico da Pró-Saúde. Buscamos orientar-nos com pessoas e entidades mais competentes, para um agir com segurança, com clareza e com transparência, em conformidade com as leis e regulamentos internos e externos em benefício desta entidade que cuida da saúde, de vidas. Queremos uma Associação que busque sempre equilíbrio entre os riscos de sua atividade e seus custos.

Se nos comprometemos de ser uma organização diferenciada, temos que planejar bem o que fazemos no presente, visando um futuro promissor, um caminhar em terreno firme e sólido e não em areia movediça. Capacitarmo-nos sempre para colocar nossos dons, nossa competência e nossas qualidades em favor desta entidade a que servimos e que nos serve também, às vezes mais do que julgamos.

Continuemos nossa caminhada, abrindo novos caminhos que nos levam ao bem-estar, na nossa vida pessoal e familiar, e que a entidade a que abraçamos cresça também conosco visando servir bem a todos, mesmo sem saber a quem.

Que Santa Tereza de Calcutá, a padroeira das entidades que cuidam da saúde, nos proteja e interceda para que, realmente, possamos servir aos nossos irmãos com muita alegria:

Santa Madre Tereza de Calcutá, rogai por nós.

No dia 11 próximo, celebraremos o “Dia do Doente”. Rezemos por todos eles e vamos nos comprometer em dar-lhes sempre uma assistência melhor.

O Papa Francisco, na sua tradicional mensagem para o Dia Mundial do Doente, em 2018, ensina que: “O serviço da Igreja aos doentes e a quantos cuidam deles, deve continuar, com vigor sempre renovado, por fidelidade ao mandato do Senhor (cf. Lc 9, 2-6, Mt 10, 1-8; Mc 6, 7-13) e seguindo o exemplo muito eloquente do seu Fundador e Mestre. Este ano, o tema do Dia do Doente é tomado das palavras que Jesus, do alto da cruz, dirige à Maria, sua mãe, e a João: «“Eis o teu filho! (…) eis a tua mãe!” E, desde aquela hora, o discípulo acolheu-A como sua» (Jo 19, 26-27).”

(http://pt.radiovaticana.va/news/2017/12/11/mensagem_do_xxvi_dia_mundial_do_doente_texto_integral/1354169)

O Papa Francisco diz que cuidar dos doentes é uma vocação da Igreja e de seus filhos: “Esta vocação materna da Igreja para com as pessoas necessitadas e os doentes concretizou-se, ao longo da sua história bimilenária, numa série riquíssima de iniciativas em favor dos enfermos. Esta história de dedicação não deve ser esquecida. Continua ainda hoje, em todo o mundo. Nos países onde existem sistemas de saúde pública suficientes, o trabalho das congregações católicas, das dioceses e dos seus hospitais, além de fornecer cuidados médicos de qualidade, procura colocar a pessoa humana no centro do processo terapêutico e desenvolve a pesquisa científica no respeito da vida e dos valores morais cristãos. Nos países onde os sistemas de saúde são insuficientes ou inexistentes, a Igreja esforça-se por oferecer às pessoas o máximo possível de cuidados da saúde, por eliminar a mortalidade infantil e debelar algumas pandemias. Em todo o lado, ela procura cuidar, mesmo quando não é capaz de curar. A imagem da Igreja como “hospital de campo”, acolhedora de todos os que são feridos pela vida, é uma realidade muito concreta, porque, em algumas partes do mundo, os hospitais dos missionários e das dioceses são os únicos que fornecem os cuidados necessários à população.”

(http://pt.radiovaticana.va/news/2017/12/11/mensagem_do_xxvi_dia_mundial_do_doente_texto_integral/1354169)

A todos os senhores e senhoras, com os meus agradecimentos, o meu abraço e a minha bênção.

 

São Paulo, 5 de fevereiro de 2018.

Dom Eurico dos Santos Veloso

Arcebispo Emérito de Juiz de Fora, MG

Presidente da Pró-Saúde


Leia também

08/02/2019 - Dia Mundial do Enfermo

06/02/2019 - A nossa vocação!

01/02/2019 - O caminho do profeta!

30/01/2019 - Uma semente que cai em terra fértil

01/01/2019 - Feliz ano novo

25/12/2018 - Feliz Natal e próspero Ano Novo

18/10/2018 - Dia do Médico

19/09/2018 - SUS, antes de tudo, um ato de amor

25/08/2018 - Dia Nacional da Educação Infantil

05/08/2018 - Dia Nacional da Saúde

03/08/2018 - Dia do Padre

26/07/2018 - Dia dos Avós

19/07/2018 - Dia da Caridade

13/07/2018 - Dia de São Camilo de Léllis

10/07/2018 - Testemunhas do Senhor Jesus!

17/05/2018 - Os anjos da Enfermagem

13/05/2018 - Dia das Mães

27/04/2018 - Dia do Trabalhador

02/04/2018 - Carta de pêsames para Dom Wilson Luis Angotti Filho

07/03/2018 - Nova marca da Pró-Saúde